Printed From:

A evolução da dor de cabeça episódica para um quadro crônico é uma grande preocupação clínica. A dor de cabeça crônica costuma se desenvolver principalmente a partir da enxaqueca, mas a comunidade científica ainda encontra várias dificuldades para classificá-la e defini-la3.Já entre os pacientes, uma dúvida recorrente é se o estresse é um fator relevante nesse processo. Quer entender essa relação? Confira logo abaixo!

Entenda o que é a dor de cabeça crônica

A dor de cabeça crônica é classificada como uma cefaleia diária ou quase diária, por mais de 15 dias por mês e com duração maior que quatro horas por dia. Os sintomas e consequências desse problema são variados e vão desde características sensoriais, como a sensibilidade à luz, congestão nasal e náuseas, até psicológicas, como fadiga, depressão, ansiedade e distúrbios do sono.1

A dor de cabeça raramente é crônica desde o início. Na maioria dos pacientes, ela costuma aparecer de forma episódica, principalmente a enxaqueca sem aura, e evoluir para um quadro crônico com o passar dos anos.3

Estresse pode levar à dor de cabeça crônica

Para entender a origem da dor de cabeça crônica, é preciso saber o que engatilhou as dores de cabeça pontuais que surgiram anteriormente.3 Altos níveis de estresse e sono inadequado são fatores comuns que geram tanto dor de cabeça tensional como enxaqueca.2

Um estudo coordenado com pacientes entre 18 e 70 anos que sofriam de dor de cabeça crônica por pelo menos um ano descreveu a relação dos picos de dor com o estresse. Os resultados apontaram que a dor de cabeça surge mais frequentemente no dia posterior ao evento estressante. Outro apontamento foi que a intensidade da dor é proporcional ao nível de estresse.2 Outros estudos apontam ainda que o estresse está relacionado à mudança da dor de cabeça episódica para crônica em quase metade dos casos.3

Para tratar o problema, é indicado o uso de medicamentos anti-inflamatórios não-esteroidais (AINEs) de longa duração, mas com alto controle médico e somente por um breve período. Entre as formas de tratamento não medicamentosas estão medidas que ajudam a atenuar o estresse, como a prática de atividades físicas, alimentação balanceada, atenção à qualidade e à quantidade de sono, técnicas de relaxamento e terapias cognitivo-comportamentais.1

Dorflex Uno Comprimido

Indicação: Enxaqueca

Potente contra a enxaqueca*1,3,4

Dorflex Uno Efervescente

Indicação: Enxaqueca
Dorflex UNO

Potente contra a enxaqueca*1,3,4

Ficou com alguma dúvida ainda?