Quem não gosta de saborear um docinho depois do almoço ou enquanto assiste TV à noite? A sensação é de que o dia fica até mais leve, a não ser pelo incômodo na cabeça, na região das têmporas, que surge em algumas pessoas quando exageram na dose1. Com isso, elas podem se perguntar se açúcar dá dor de cabeça. Será?

E cortar esse carboidrato da dieta, poderia causar uma abstinência e provocar dor? Bora esclarecer essas dúvidas agora mesmo!

Afinal, consumir açúcar dá dor de cabeça?

Sim, açúcar pode dar dor de cabeça quando os níveis de glicose no sangue ficam muito altos — o que acontece depois de comer alimentos açucarados (alô, doces!) em excesso1.

Pois é, às vezes a gente exagera no açúcar e nem percebe, seja porque nos empolgamos durante um evento mega esperado, tipo a Festa de São João, sempre lotada de barraquinhas que oferecem quitutes deliciosos, ou mesmo porque a adrenalina foi a mil durante o episódio daquela série favorita.

A questão é que esses exageros podem ter consequências. A partir da alteração na glicemia após comer muito açúcar, certos hormônios do corpo tendem a dilatar os vasos sanguíneos1, provocando dores de cabeça2 e até crises de enxaqueca1, dependendo da pessoa.

Outro motivo pelo qual comer doce dá dor de cabeça (se consumido de forma exagerada) tem a ver com o funcionamento do pâncreas. Nesse cenário, o órgão é obrigado a trabalhar em alta velocidade para produzir mais insulina, que entra em circulação para ajudar a quebrar o açúcar e regular sua quantidade no sangue1.

Quando a insulina coloca tudo no devido lugar, há uma queda repentina da glicose — que antes estava elevada — na corrente sanguínea. Isso acaba dando aquele “susto” no corpo e gerando a temida hipoglicemia1, termo médico usado para se referir à baixa de açúcar no organismo2. Pois é, se a glicose alta dá dor de cabeça, o mesmo se aplica ao oposto1.

A hipoglicemia manifesta sintomas como tremores, tontura, cansaço, náuseas, alterações no humor e dores de cabeça, que costumam ser latejantes e na região das têmporas1.

Homem sentado, segurando um copo de água e tocando a cabeça por estar com dor

Vale frisar que a chance da falta ou do excesso de açúcar dar dor de cabeça é maior em pessoas com diabetes, por serem mais propensas à hipoglicemia2 (principalmente pelo uso de medicamentos como a insulina, nesse caso1) ou hiperglicemia (excesso de glicose no sangue) — embora ambas as condições possam ocorrer em pessoas que não têm a doença2.

E parar de comer açúcar, dá dor de cabeça?

Parar de comer açúcar dá dor de cabeça em alguns casos também. E a explicação para esse efeito se encontra lá no cérebro, em um neurotransmissor chamado dopamina, para sermos mais específicos1.

Além de ter papel na manutenção do humor, a dopamina está envolvida com o sistema de recompensa que opera dentro da nossa “cuca” e nos proporciona a sensação de prazer. E o que isso tem a ver com o fato de que parar de comer doce dá dor de cabeça?1

Ora, ora, o açúcar é conhecido justamente por evocar esse sentimento de satisfação, como se aquele delicioso brigadeiro fosse uma recompensa após um dia conturbado. Isso aumenta os níveis da tal dopamina1.

Tudo muito bem, tudo muito bom — até que você decide limitar a ingestão de açúcar para cuidar da saúde, afinal, andou comendo grandes quantidades desse carboidrato por longos períodos. Com essa diminuição no consumo, vêm a abstinência de açúcar e, como resultado, a dor de cabeça porque a dopamina é reduzida1.

E se cortar pra valer o açúcar, de forma drástica, a indesejada enxaqueca também pode aparecer, acompanhada da falta de motivação e de um desejo intenso por alimentos doces1.

Mulher com geladeira aberta pensando se come um doce ou não

Só não entre em desespero. Essa agonia com a abstinência de açúcar e dor de cabeça geralmente é pior nos primeiros dias da nova dieta, mas a tendência é que os sintomas melhorem e sejam superados conforme o organismo se adapta1.

Parar de comer açúcar pode dar dor de cabeça, mas não é para sempre1! Na dúvida, converse com seu médico. Também procure um nutricionista ao fazer mudanças na dieta, assim você terá um plano alimentar saudável e adequado às necessidades do seu corpo.

Como evitar a dor de cabeça relacionada ao açúcar

O primeiro passo é entender se essa dor de cabeça é algo pontual ou se existem doenças metabólicas, como o diabetes, por trás do sintoma persistente. Para isso, você deve contar com a ajuda de um médico que guie toda a investigação. Essa sempre será a forma mais confiável de descobrir por que açúcar dá dor de cabeça no seu caso3.

No dia a dia, é essencial fazer refeições regulares e nutritivas e priorizar o consumo de carboidratos complexos que não sejam processados, como frutas, vegetais e grãos integrais, para baixar os picos de açúcar no sangue e prevenir cefaleias3.

Outra dica é deixar de lado alimentos repletos de açúcar refinado3. E aqui não estamos falando apenas de doces, mas da farinha branca e do macarrão, por exemplo1.

A regrinha das refeições regulares também serve para frear a queda dos níveis de açúcar na corrente sanguínea1, pois assim o jejum é evitado2. E, novamente, se tiver qualquer dúvida, procure um médico.

Agora, falando sobre o fato de que parar de comer doce dá dor de cabeça, tenha em mente que pode ser mais saudável reduzir gradualmente o ingrediente em vez de tirar tudo de uma vez. Dessa forma, você não sente tanto o baque1.

Caso receba o diagnóstico de diabetes, siga todo o plano de tratamento estabelecido pelo médico2.

Chegamos ao final de mais um conteúdo e, depois de toda essa história de que açúcar dá dor de cabeça (seja pelo excesso ou pela falta)1, a melhor lição que tiramos, sem sombra de dúvidas, é a de que o equilíbrio continua sendo a forma mais eficaz de se manter saudável, feliz e longe das dores. Concorda? :)

Confira outros artigos do nosso blog:

Dezembro/2023. MAT-BR-2400762.

Dorflex Uno Comprimido
Indicação: Enxaqueca
Dorflex UNO 10 comprimidos

Potente contra a enxaqueca*1,3,4

{{card.tag}}

{{card.title}}

{{card.description}}

Ficou com alguma dúvida ainda?