Só para não profissionais de saúde residentes no Brasil

Printed From:

DOR DE CABEÇA TENSIONAL

 
Cefaleia Tensional
 

O que é a dor de cabeça tensional?

Ela é menos incomum do que a gente gostaria e provavelmente você já teve o desprazer de senti-la. Vamos falar sobre uma dorzinha de cabeça chata que, ao longo da vida, ataca sete entre cada dez brasileiros: a cefaleia tensional.4

Também conhecido como Cefaleia Tensional

 

Remédio para Dor Muscular e Remédio para Dor de Cabeça Tensional

Dorflex (dipirona monoidratada, citrato de orfenadrina, cafeína anidra)

Por combinar dipirona com orfenadrina e cafeína, Dorflex possui ação analgésica e é também relaxante muscular. Descubra um pouco mais sobre cada uma das substâncias de sua fórmula:

Dipirona
É um medicamento que interrompe ou diminui a transmissão dos impulsos dolorosos, indicado para ser utilizado por um tempo curto, em casos de dores leves a moderadas.

Orfenadrina
Relaxante muscular com propriedades analgésicas que atuam em receptores do sistema nervoso central, a orfenadrina ajuda a reduzir a tensão (contratura) muscular. Pode ser associada a um analgésico, normalmente a dipirona.

Cafeína
Conhecida por seu efeito estimulante, a cafeína tem também uma variedade de aplicações médicas importantes. Quando combinada a analgésicos nas doses terapêuticas recomendadas, melhora significativamente a eficácia do medicamento.


Depois de descobrir um pouco mais sobre a ação das substâncias que ajudam a amenizar a dor fica mais fácil compreender o mecanismo de Dorflex. Sua fórmula combina dipirona com a orfenadrina e cafeína. Dorflex possui ação analgésica e relaxante muscular.

VEJA OS PRODUTOS

SINTOMAS DE DOR DE CABEÇA

Cefaleia tensional ou Dor de cabeça tensional

 Os sintomas da dor de cabeça tensional costumam ser dor em forma de pressão na cabeça, dor que afeta nuca e costas, sensibilidade excessiva nos ombros, pescoço e couro cabeludo.

Cefaleia em salvas

São caracterizadas por dores de grande intensidade que parecem “punhaladas”. Evoluem em crises que podem durar de 15 minutos a 3 horas, podendo ser acompanhadas de lacrimejamento, olhos vermelhos, coriza ou obstrução nasal, entre outros.3

Enxaqueca ou migrânea

Dor de cabeça de intensidade moderada a grave que pode durar de 4 a 72 horas. Dor latejante, normalmente é acompanhada de náuseas ou vômitos, e piora com a luz e com o barulho. Na maioria das vezes, se localiza em um dos lados da cabeça ou na região em torno dos olhos.
 

CAUSAS

Dor de Cabeça Tensional Embora a causa definitiva da cefaleia tensional ainda seja desconhecida, sabe-se que alguns dos seus “gatilhos” são: má postura, cansaço ou atividade física intensa/excessiva. Mais recorrente entre as mulheres, ela traz uma sensação de aperto, como se houvesse uma faixa pressionando a cabeça. Ou então, pode ocorrer em dois pontos, normalmente testa e nuca ou testa e topo da cabeça. No melhor dos casos, a dor dura apenas alguns minutos, no entanto, é possível que demore dias para ir embora.

 

Outros tipos de cefaleia Existem muitos outros tipos de cefaleias, inclusive cefaleias que são consequência de doenças, como por exemplo a sinusite. Este tipo de cefaleia é chamada de secundária. É importante saber a causa da cefaleia para que seja feito o tratamento adequado.⁵. Nos casos de dores muito intensas e de maior duração é importante a avaliação médica para identificar se há doenças associadas e orientar o tratamento.

ATENÇÃO

Quando a cefaleia tensional aparecer, tente relaxar. Prefira praticar atividades físicas moderadas e intercaladas com alongamento, como yoga, tome banhos quentes, vá ao massagista e durma bem.

Caso desacelerar não seja uma opção na sua agenda, existem os tratamentos medicamentosos. São eles os analgésicos, os relaxantes musculares, as associações ou os anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) - este último grupo pode comprometer a tolerabilidade gástrica de alguns pacientes e, por isso, precisa de prescrição médica.

É muito importante que você consulte o médico para fazer uma avaliação diagnóstica precisa e receber uma abordagem terapêutica completa para as suas necessidades individuais, principalmente quando a dor de cabeça se tornar recorrente.

Também é indispensável que você se alimente bem e pratique atividades físicas, respeitando os limites do seu corpo, é claro!

DORFLEX® É (dipirona monoidratada, citrato de orfenadrina, cafeína anidra). Indicações: no alívio da dor associada a contraturas musculares, incluindo cefaleia tensional. MS: 1.1300.0183. O USO DO MEDICAMENTO PODE TRAZER ALGUNS RISCOS. Leia atentamente a bula. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

Fontes:
Bula Dorflex® - (dipirona monoidratada + citrato de orfenadrina + cafeína anidra) [bula]. Suzano: Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda; 2017.

Sites (consultados em Outubro/2017):
• http://www.sbed.org.br
• http://bvsms.saude.gov.br
• http://www.sbot.org.br
• http://ortopediabr.com.br
• http://medicinadoesporte.org.br/diretrizes
• http://patologiadacoluna.com.br
• http://doresmusculares.com
• https://blog.drconsulta.com/2017/09/nodulo-no-pescoco-afinal-o-que-pode-ser/

Artigos:
• Fernandes TL, Pedrinelli A, Hernandez AJ. Lesão muscular - fisiopatologia, diagnóstico, tratamento e apresentação clínica. Rev. Bras. Ortop. 2015 Dec 8; 46(3):247-55
• Fernandes TL, Pedrinelli A, Hernandez AJ. Sports injuries among amateurs athletes at a Brazilian university. Acta Ortop Bras. 2017 Mar-Apr; 25(2):93-98.
• Muglia Wechsler S., Zavarize·, SF. Lombalgia e qualidade de vida: estudo da produção científica no Brasil. Psicodebate 10 Vol. 10 (2010): 269-277
• Pires RAM., Dumas FVL. Lombalgia: revisão de conceitos e métodos de tratamentos. Universitas Ciências da Saúde vol. 6 no 2º (2008): 159-168
• Macedo DDP. Lombalgias. Cienc. Cult. Vol.6 no.2º (2011): 42-44

Referência 1 - Velloso, G. Lombalgia: incidência, sintomas e diagnóstico. Universitas Ciência da saúde. v. 02 n. 02º p. 252-257, Brasília.
Referência 2 - Schmidt, RF & Willis, WD. Neck Pain. In: Encyclopedia of Pain; Publisher: Springer Berlin Heidelberg; 2007: 1258.
Referência 3 - Acesso em 24/10/2014: http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/back-pain/basics/causes/con-20020797/
Referência 4 - Benseñor IM & Morais MSBBF. Cefaleias Primárias. Rev. Bras. Med. 2009; 66 (6): 138-147.

Atualização do site: Maio/2019